Membros superiores – treino para mulheres

                                     

É comum nas academias ver as mulheres reclamando para realizar o treino de membros superiores. Essa falta de vontade muitas vezes atrasa o desenvolvimento dos resultados até mesmo para os membros inferiores. A falta de orientação nesse sentido faz com que mitos sejam criados em relação aos efeitos das mulheres malharem os músculos do membro superior. Treinar “braço” não é sinal que a mulher vá ficar máscula, o maior beneficio é o aumento de força nesses membros, fazendo com que consiga carregar uma maior carga para os exercícios dos membros inferiores, como agachamento e avanço, incrementando o treino de hipertrofia das pernas.
Fisiologicamente falando as mulheres já tem o percentual de gordura maior do que os homens no corpo todo. E a quantidade do hormônio testosterona é menor, (maior responsável pelo crescimento muscular) principalmente nos membros superiores. Então dizer que ao malhar bíceps, costas, tríceps, ombros e peitos não deixará a mulher com uma aparência máscula. Até porque, para chegar num bom indicie de hipertrofia ela teria que malhar o dobro do que um homem treina comumente, devido aos fatores citados anteriormente. Salvo alguns casos em que a genética favorece certas mulheres com uma maior quantidade natural de testosterona espalhados no corpo, facilitando muito a hipertrofia geral. Sendo assim, devido ao percentual de gordura mais alto, e a menor quantidade de testosterona. O aconselhável é a mulher malhar todo o conjunto de membros superiores. Afinal de contas, ninguém gosta de gordura localizada, de braço pelancudo, de formas roliças. A musculação nesse caso agiria de forma muito mais estética, dando uma aparência rígida a esses membros.
Outro beneficio para as mulheres é o aumento da força muscular. Com os músculos superiores fortalecidos o treino fica completo, e a carga para hipertrofia fica cada vez mais fácil de aumentar. Os exercícios como agachamento, levantamento terra, avanço, os localizados, terão um aumento de carga, fazendo com que as coxas e glúteos recebam um treino mais intenso.
Então citamos que há benefícios estéticos (adeus ao tchauzinho flácido) e também benefícios funcionais em relação ao treinamento. É importante a mulher receber esse tipo de orientação, pois é muito difícil convencê-las de que o treino dos membros superiores é importante e também faz parte da rotina de academia. Lembre que a flacidez irá embora, e o mais importante, a mulher que faz esse tipo de treino fica mais forte tanto para a academia quanto para as atividades diárias. Treine com seriedade e verá os bons resultados chegando.

Um comentário:

  1. Eduardo,

    Gostei das suas dicas sobre membros superiores para mulheres. Reconheço isso hoje, porque tive que fazer um treinamento fortíssimo para um concurso e por não estar preparada, obtive tendinite e bursite nos ombros e braços. Hoje faço fisioterapia, tomo anti inflamatório e conseguir voltar a treinar, mas pedir muito medidas nos membros superiores.

    ResponderExcluir